Citações, Música, Fotografia, Desabafos, Notícias & Opiniões de uma Lusitana em Terras da Germânia

Samstag, Januar 20, 2007

Der Tag danach


Muito se tem falado sobre as alterações climatéricas do planeta e, se muito se tem falado mais se tem sentido essas alterações, pelo menos por aqui.
Depois de um curto verão excessivamente quente, um inverno que teima em não chegar ou melhor dizendo, em chegar dentro dos padrões normais para um inverno da europa central/norte.
A neve ainda não caiu este ano, as temperaturas tem sido sempre positivas e altas (entre os 7ºC e os 16ºC) e ontem foi um dia quase “catastrófico” para os alemães. Para quem vem do Minho, como eu, não foi nada do outro mundo, até porque este tipo de tempestades não são assim tão invulgares quanto isso.
Os alemães são pessoas muito organizadas por norma e que gostam de estar preparados para tudo, há já alguns dias que os media vinham avisando a população para uma eventual tempestade de chuva e ventos muito fortes.
Ontem, quinta-feira foi declarado estado de alerta máximo para alguns estados alemães, entre os quais o norte da Westfalia onde me encontro, prevendo ventos na ordem dos 170kms/h.
A meio da manhã telefonaram-me da escola para que fosse buscar a minha filha, tinham dado ordem de encerramento a todas as escolas da Westfalia a partir das 11.30h e eles não deixavam as crianças esperar na rua.
Depois comecei a ouvir na rádio para fechar bem portas e janelas, não deixar nada solto nas varandas, não estacionar perto de árvores....bem, com notícias destas quem não começa a ficar preocupado?? quase pensei que devia ser por aí um “primo do Katrina” ou coisa que o valha!!!
Certo é que, o "Kyrill" chegou mesmo, e a partir do meio-dia o vento começou realmente a aumentar de intensidade e quem teve hipótese deixou os empregos para ir para casa, já que pediam para diminuir ao máximo a circulação nas estradas ainda que os transportes públicos estivessem a funcionar normalmente.
Ao fim do dia eu já só estava à espera de ver uma destas árvores seculares da minha rua a cair em cima da casa ou então ver o telhado levantar vôo, mesmo assim nada a que eu não tivesse assistido já em Portugal...


Hoje (ontem), o dia acordou sereno e o sol até deu o ar da sua graça, na rua alguns galhos partidos, coisa pouca, no meu jardim só o caramanchão tinha tombado e as árvores tinham ficado um bocado maltratadas.
Pensei com os meus botões e com um sorriso de gozo que realmente estes alemães são mesmo exagerados, mas...era só o meu cérebro a pensar em português, habituado a um país que só depois da desgraça acontecer é que se lembra de precaver, esquecendo-me que aqui previnem antes em vez de remediar depois...


Conforme ia conduzindo ao longo da estrada os estragos começaram a ser visiveis, alguns telhados levantados, imensas árvores tombadas, embora a maior parte, mesmo sendo ainda muito cedo, estivesse já devidamente cortada e nalguns casos principalmente as mais finas, desfeita em serrim pelos trabalhadores da Câmara.


Tudo sob controle.
As surpresas foram mais para quem teve que utilizar os comboios, havia muitas obstruções em várias linhas ferroviárias, o que nem por isso foi sinónimo de atrasos, já que a quem ficou sem ligação foi pedido que utilizassem os taxis e, posteriormente se dirigissem à Câmara Municipal com a factura e um comprovativo do emprego, para receber o valor da despesa...


A Protecção Civil a funcionar sem falhas a apontar.
É nestas alturas que eu faço comparações com o meu país. E quando este tipo de coisas acontece por lá??
Os impostos aqui, também são altos, sem qualquer dúvida, mas a população recebe em troca. Hoje, sexta-feira ao final do dia, quase não se viam vestígios da tempestade, tudo estava limpo, não havia uma única árvore no chão, os comboios já circulavam e a vida corria no seu ritmo normal, à espera da tão ansiada neve que dizem, chegará finalmente num par de dias...


Fotografias: Micas 19-01-07

Comments:

24 Comments:

  • At 10:08 vorm., Blogger rui said…

    Olá Micas

    Pois é, quando se fazem certas comparações com Portugal, eu até fico ENVERGONHADO com a nossa pequenez.
    Grande reportagem! Bem elucidativa!

    Bom fim-de-semana
    Beijinhos

     
  • At 4:42 nachm., Blogger Pseudo said…

    Há diferenças abismais entre nós e os alemães, com quem, confesso, não simpatizo, Mas admiro-lhes a organização.

     
  • At 3:07 nachm., Blogger Dark Blue said…

    De facto a diferença é abissal!

    Gostava de pedir-te autorização para reproduzir este teu texto no meu blog, e de utilizá-lo no livro que ando a escrever (aos poucos, muito poucos).

    Fica Bem!

     
  • At 4:21 nachm., Blogger Desambientado said…

    Há quem diga que o clima não está a mudar devido a causas antropogénicas. Na realidade está, mesmo que as causas sejam discutíveis.
    Por aqui os ventos ciclónicos aparecem com alguma frequência, podendo chegar aos 180 km/h e as soluções encontradas pela protecção civil são muito próximas das que referes para a Alemanha.
    Fico preocupado, quando as flores começam a aparecer no Inverno na Holanda, quando o mar vai comendo a Costa da Caparica ou quando não neva no Inverno da Dinamerca ou Alemanha...
    O mundo já não é o que era, humana e naturalmente.
    Não aconteceu nada convosco?
    Sempre fizeste a experiência com as bolas de sabão?

    Bom fim de semana.

     
  • At 5:28 nachm., Blogger Mar e Serra said…

    ola micas
    Hoje tentei entrar no meu blog para fazer umas publicacöes e näo consegui, se entendi estäo a fazer umas actualizacöes.Serä???
    Nem ler comentärios consigo.Queres me deixar uma ajuda aqui nos teus comentärios que voltarei?
    Beijinhos

     
  • At 9:39 nachm., Blogger Micas said…

    Der Kommentar wurde von einem Blog-Administrator entfernt.

     
  • At 9:41 nachm., Blogger Micas said…

    "Mar e Serra" deve ser só a Blogger a fazer manutenção, não te preocupes, de qualquer modo experimenta desligar e voltar a ligar o computador, pode ser que resulte.
    Beijinhos

     
  • At 9:50 nachm., Blogger Nuno Guronsan said…

    Há países e países e, apesar de não se medirem só por estes aspectos que aqui referes, é certo que são factores essenciais para aferir da forma como diferentes governos se governam. Obrigado pelo relato na primeira pessoa e espero que o susto já vá longe. Beijo.

     
  • At 11:33 nachm., Blogger Daniel Aladiah said…

    não se pode comparar os portugueses com os alemães,não tem nada a ver... :)
    cada um com as suas virtudes e os seus defeitos e, obviamente, recebendo a respectiva paga.
    Um beijo
    Daniel

     
  • At 10:02 vorm., Blogger Nilson Barcelli said…

    Nunca seremos como os alemães... ou apenas seremos quando a nossa sociedade for completamente descaracterizada naquilo que ela é actualmente (somos latinos, por exemplo...).
    A diferença, por isso, não está nos governos, está nas populações e nas pessoas que fazem parte das organizações, sejam elas do Estado ou de empresas privadas. Está na diferença de cultura de dois povos completamente diferentes.
    Não sei qual dos povos será melhor. Isto porque se os alemães são muito melhores em organização e civismo, nós temos outros valores que são melhores (no calor humano, por exemplo).
    Na Alemanha ninguém inventa nada (dizemos que são "quadrados"). Se são verificados determinados indicadores (no tempo ou noutra coisa qualquer) há procedimentos claros das medidas que devem ser tomadas. Tudo é simples.
    Pelo contrário, nós achamos sempre alguma coisa acerca dos factos e inventamos as medidas (improvisando). Por vezes nem há procedimentos, ou não são claros, mas quando os há nem nos lembramos deles...
    Como diriam os romanos, não nos governamos nem nos deixamos governar...
    Por aqui quase não se sentiu o mau tempo. Mas também já estamos habituados a isto...
    Boa semana.
    Beijos.

     
  • At 11:01 vorm., Blogger eduardo said…

    Ainda bem que os estragos foram poucos e estás bem. Isto às vezes funciona como se de família se tratasse e estaríamos preocupados.
    E como sabes, esta "família" nos blogs é imensa e, por vezes, a rede não chega a todos.

    De qualquer forma, pelas notícias que correm por aqui, a coisa vai melhorar.

    Apenas um reparozito à comparação entre os dois povos: os portugueses podem estar entre os melhores e dar cartas em tudo o que seja qualidade de vida.
    Apenas existe uma diferença significativa: enquanto os responsáveis germânicos agem com a responsabilidade inerente ao cargo que ocupam, nós por aqui temos apenas os disponíveis que nunca levam à letra o bem público à comunidade.
    Não que não saibam como se faz. Só que andamos aos anos a tentar inverter essa maldita tendência para o deixa andar e é o que se vê.

    Fica bem, Micas.
    Beijokas

     
  • At 2:14 nachm., Blogger Luisa said…

    Não há nada como os alemães para organização. Aqui, na Televisão, as notícias eram assustadoras e falava-se no caos na Alemanha e outros países do Norte da Europa!!! Felizmente que tudo passou, sem, como dizes, estragos de maior.
    Gostei muito do teu comentário no meu blog sobre o envelhecimento. Como sabes, aqui em Portugal, a ajuda aos idosos ainda funciona muito mal. Os lares que existem, se são bons, são caríssimos e os filhos não estão para se preocuparem muito com os Pais. Não há essa interacção entre novos e velhos como aí se pratica. Ainda temos muito que aprender...Uma boa semana

     
  • At 10:15 vorm., Blogger Adryka said…

    Não se comparam os povos, mas podemos comparar os sentimentos, és sempre maravilhosa nos posts que escreves. Venho sempre cá beber um pouco de conhecimento do mundo que me rodeia. Beijinhos amiga

     
  • At 10:33 vorm., Anonymous anamoris said…

    Bom dia Micas
    Afinal a tempestade sempre passou por aí, lembrei-me tanto de ti quando estava a ouvir as notícias. Fico contente por ter sido tudo tão controlado. Aqui está frio, não muito, mas tempestades felizmente não e ainda bem porque não sei como seria...
    Beijos

     
  • At 11:52 nachm., Blogger Raquel Santos said…

    a tempestade passou mesmo por ai... ainda bem que os estragos foram controlados... por aqui apenas um frio de rachar que sabe bem à luz da lareira acompanhado por um bom vinho tinto

    bjs para aí

     
  • At 10:44 vorm., Anonymous Guilherme F said…

    Gostei da objectividade das "noticias"; sem exageros, apenas reais.
    Espero que esteja tudo bem.
    bj
    Gui
    coisasdagaveta.blogs.sapo.pt

     
  • At 1:55 nachm., Anonymous Jorge G - O Sino da Aldeia said…

    Bom dia, Micas:

    Tem graça, estava covencidíssimo de que já tinha comentado este artigo!

    O que tão cuidadosamente relatas, dá-nos bem a ideia (e sobretudo a quem não conheça os modelos organizativos de países do 1º mundo) do que deve ser feito em prol dos cidadãos e de como é possível fazê-lo quando há prevenção, método, meios, acção e vontade política.
    Nenhuma destas 5 coordenadas existe em Portugal. Assim sendo...

    Um grande abraço e outro para todos os amigos portugueses e alemães que por aí tenhas feito.

     
  • At 5:19 nachm., Blogger Rui said…

    As diferenças vêem-se e notam-se.

     
  • At 2:04 vorm., Blogger Maria Strüder said…

    O povo tende a exagerar!

     
  • At 4:56 nachm., Blogger Natalie Afonseca said…

    Olá Micas!!!
    Hoje tive tempinho e decidi passar pelo teu cantinho!!
    As desgraças existem, nós é que por vezes não sabemos controla-las!!

    Um beijinho enorme para ti!
    Tudo de bom!!
    :))))))))))

     
  • At 8:28 nachm., Anonymous Jorge G - O Sino da Aldeia said…

    Olá, Micas!

    Passei para ver se havia novidades, mas continua o "day after" que já comentei.

    Entretanto, sei que a neve já aí chegou em força, pelo menos na Baviera...
    Quem me dera ter neve em Lisboa!

    Um grande abraço para ti e outro para os amigos que por aí tenhas feito.

     
  • At 5:43 vorm., Blogger Lord of Erewhon said…

    A natureza parece cada vez mais moribunda... e tem-nos avisado... mas estamos surdos!

    Tem cautela.
    Dark kiss.

     
  • At 1:31 nachm., Blogger From Hell said…

    Natureza e homes, malos compañeiros de cama (planeta)
    saúde

     
  • At 1:49 nachm., Blogger Estrela do mar said…

    ...ainda bem que o pior já passou...


    Besitosssss e tem um bfs.

     

Kommentar veröffentlichen

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer