Citações, Música, Fotografia, Desabafos, Notícias & Opiniões de uma Lusitana em Terras da Germânia

Freitag, Oktober 13, 2006

À descoberta de Erinn

Erinn, Eirinn, Eire ou Ireland, empoleirada no extremo noroeste da europa é terra de magia e encantamento, Irlanda... uma terra à parte.

Cliffs of Mother no condado de Clare

Baptizada pelo Deus Érin, este pedaço de terra banhado pelas águas do Atlântico, do mar Irlandês e Celta, tem orgulho no seu passado, na sua história e no seu povo, que acarinha com lençois de cor fuchsia tecidos com sebes fartas de “brincos-de-dama” e, protege com o abraço sólido das altas falésias.
Escrever sobre Erinn é sempre difícil porque, por muito que se escreva parece que tudo fica por dizer.
A primeira vez que pisei solo Irlandês tive a estranha sensação de achar que já lá tinha estado, depois e a cada nova visita é... como que um regresso a Casa.

Cork

Talvez pelas as afinidades históricas e culturais que existem com o norte de Portugal e com a Galicia que são mais que muitas, as origens são óbvias e o sangue celta corre nas veias. Talvez porque ao longo do tempo vão nascendo amizades que crescem com intercâmbios de vivências partilhadas. Talvez porque no interior da Irlanda reside uma riqueza incalculável de tesouros culturais.
Desde tempos remotos, que artistas e eruditos transmitem este grande legado de literatura e saber às gerações futuras.
Persistentemente ao longo de séculos de injustiças e de grandes oposições, a cultura Irlandesa e a chama do Espirito Celta continua a arder com toda a força no amanhecer de um novo milénio.

Joia druídica que representa os vários circulos e planos da existencia

Erinn será sempre o ponto de partida para todos os que pretendam aprender e explorar certos temas culturais, tentando descobrir caminhos e achar respostas a questões como; “Quem somos, meditando através da nossa herança cultural?... “Quais são as forças históricas que nos conduzem a onde hoje nos encontramos?... ou “Qual (se houver) será o nosso destino como culturas, ainda únicas mas globalmente relacionadas? Lá, em Erinn é possível explorar os grandes mistérios da história e talvez até, entender um pouco melhor o mistério que somos nós próprios...
E como disse de início, é sempre difícil escrever sobre a Irlanda, já que me perco sempre no meio das minhas divagações deambulantes.
Façamos então um pequeno circuito pela terra dos grandes mistérios;


A ilha Irlandesa divide-se em 4 províncias, o Ulster no Norte com 9 condados e esta, ainda sob domínio Britanico. Munster no Sul com 6 condados, Leinster, a província com maior numero de condados a Este, 12 e Connacht com 5 condados a Oeste.
Historicamente não existe “sim” ou “não” na lingua irlandesa, uma vez avisados deste facto, muitas coisas tornar-se-ão mais claras aos nossos olhos, tal como o modo escolhido para aceitar uma bebida que se ofereça, com um convicto “Claro” ou então “Ah, talvez o momento não seja o melhor” ou “Hum, bem, talvez se for pequena” ou ainda “Vamos a isso”, mas quase nunca se ouve um “não ou sim” redondo.
Embora a lingua oficial seja o inglês, o ensino do gaélico (gaeltacht) passou a ser obrigatório nas escolas primárias, havendo 3 dialectos (o do Ulster no norte, de Muenster no sul e o de Connacht no centro).

Larne - Irlanda do Norte

Dotada de uma natureza exuberante com paisagens de cortar o fôlego, a Irlanda é quase um lugar etéreo e gentil, lembrando um oásis sedutor, de beleza única no meio de um mundo em crescente movimento.

O'Donoghue's Pub (o meu favorito na zona de Temple Bar)

Mas a Irlanda não é só natureza, Irlanda é magia, encantamento, é música, calor humano, é uma história antiga que se conta numa roda de amigos acompanhada por uma Guiness e por um lamento arrancado a uma harpa, uma gaita ou a um bodhrán.


Ilhas Aran (oileáin Árann) em Galway

Irlanda é tudo isto e muito, muito mais...




(continua)
Comments:

23 Comments:

  • At 10:21 vorm., Blogger zmsantos said…

    Amiga! Tenho andado bastante ocupado com trabalho. A música e os amigos têm ficado um pouco 'abandonados', mas não devo tardar a voltar ao activo. As minhas desculpas, por isso.
    Quando venho á tua Casa, é impossível não me perder, e se há terra que povoa o meu imaginário, sem dúvida é a Irlanda. Há dois anos tive planeada uma viagem com o intuito de percorrer a maior parte dos Condados. Infelismente não se pôde concretizar, mas continua a fazer parte dos meus mais emotivos planos de viajar. Pode ser que seja no próximo ano.Se assim for, conto com a tua ajuda, no sentido de me orientares com a tua experiência.
    Ainda não te enviei o disco dos Norte-Sul, mas não está esquecido.

    Beijinhos e muita saúde, para ti e para todos que fazem parte da tua vida, aí na Germânia.

     
  • At 3:55 nachm., Blogger Betty Branco Martins said…

    Querida Micas

    Que belos sítios teus olhos viram.

    Imagino que deve ser de encantar.

    A tua narração é perfeita (como sempre) e as fotos são uma beleza.

    Beijinhos com carinho

     
  • At 11:03 nachm., Blogger Sandra said…

    Se já tinha vontade de conhecer a Irlanda, depois de ter ler a vontade aumentou...

    Bom fim de semana !!!

    Beijinhos :)

     
  • At 11:24 nachm., Blogger mfc said…

    Que saudades tinha de ler de novo estes roteiros escritos com a alegria de quem apreciou a viagem!
    Vou ficar à espreita e entretanto dar uma vista de olhos "Em busca do Tempo Perdido"... aí por esses arquivos abaixo.

     
  • At 5:03 vorm., Blogger Simbelmune said…

    Todos levamos algo dessa luz pequenina que era o verde dos prados, os altares de carvalho e o desafio do guerreiro empolgado em combate face à ordem da legião.
    Mesmo que Roma nos tenha cilindrado - dorme bem lá dentro o desafio - ainda não totalmente alienado - do celta reaccionário... lindo ver Erin pelos teus olhos

     
  • At 10:42 vorm., Blogger eduardo said…

    Com esta magnífica descrição até parece que estou a fazer-te companhia na viagem, ó Micas.

    Sortuda!

     
  • At 4:16 nachm., Blogger Diogo Ribeiro said…

    Adorava visitar a Irlanda. Vilas costeiras, os pubs, o aroma da maresia, gaivotas, um idoso chicoteado pelo tempo a observar o mar com saudades...

     
  • At 4:59 nachm., Blogger Å®t_Øf_£övë said…

    Micas,
    Embora ainda não conheça a Irlanda, mas pretendo fazê-lo, porque realmente as caracteristicas peculiares do seu povo, e a sua beleza natural, me deixam fascinado. Gostei de ver esta tua pequena "montra" sobre a Irlanda, e fico a aguardar as próximas, embora seja como dizes... fica sempre tudo por dizer. Acredito que não deve haver nada como lá ir, e sentir toda essa vivência.
    Bjo.

     
  • At 7:18 vorm., Blogger holeart said…

    fazia tempo que nao vinha aqui.

    muito interessante a norte

    a joia druida...

     
  • At 4:59 nachm., Blogger anamoris said…

    Sempre me fascinou a Irlanda, gostava muito de visitar. Obrigada por me dares a conhecer um bocadinho mais sobre ela.
    Beijos

     
  • At 1:17 vorm., Blogger Natalie Afonseca said…

    Querida Micas!!
    Olá!!!!!!!!!!!!
    Mias uma vez digo: aprende-se muito por estas bandas:)))))
    Que photos magníficas!! Adorei!
    Espero que esteja tudo bem! :)

    Um beijinho!
    Boa semana!
    :)*****

     
  • At 1:26 vorm., Blogger Isa&Luis said…

    Olá menina,

    Fotos lindissimas descrição perfeita.

    Adorei a viagem!

    Muitos beijinhos para ti

    Isa

     
  • At 11:28 vorm., Blogger maresia_mar said…

    Olá minha kida,
    que lindas imagens e viagem. Amei.
    Eu continuo ausente por motivos profissionais, apesar de não visitar os amigos como desejo, vocês estão no meu pensamento. Bjhs

     
  • At 11:06 vorm., Blogger Mar e Serra said…

    Bom dia
    Adoro viajar e um dia irei conhecer a Irlanda como outros Países que näo conheco.
    Boa semana
    Beijinhos

     
  • At 8:33 nachm., Blogger Betty Branco Martins said…

    Querida Micas

    Passei para te deixar :)
    e
    Um beijinho com muito carinho

     
  • At 12:23 vorm., Blogger musalia said…

    saudades, querida Micas!

    a Irlanda, lembro as suas lendas, a sua cultura. leio o teu texto e transporto-me aos tempos da fac.

    sempre tão rico o teu espaço!

    beijos.

     
  • At 1:48 vorm., Blogger Sam Paio said…

    ola Micas... Dendê , ou Azeite de Dendê, junto com leite de côco, é um dos ingredientes básicos da cozinha baiana. Tem um cheiro doce e forte,com uma colher de cafezinho pode-se temperar um monte de comida...mas com muita quantidade torna-se enjoativo. É feito do óleo de palma

     
  • At 3:37 nachm., Blogger Nilson Barcelli said…

    Tenho de ir à irlanda descobrir essas coisas que tão bem expões.
    Estou quase convencido, pois já falaste tanto da Irlanda que já quase a conheço sem lá ir.
    Mas, será que os irlandese sentem o mesmo pelo nosso Minho e pela Galiza?
    Há dias falei com a Gi. É 5 estrelas como tu... E rimo-nos de ti... hehehe
    Bom fim-de-semana.
    Beijos.

     
  • At 4:47 nachm., Blogger Nilson Barcelli said…

    Estive a falar com ela pelo telefone. talvez 1 hora...
    Hill Graham Controls já não me diz nada, mas imagino quem seja...
    Beijo.

     
  • At 11:04 vorm., Blogger o alquimista said…

    Nunca lá fui, tentaste-me, obrigado por me teres permitido ver pelos teus olhos este país fscinste mas também controverso...


    Beijo

     
  • At 5:46 nachm., Blogger fotArte said…

    Obrigada, pela opertunidade que nos das de viver um pouco, toda esta beleza e encanto.

    Adorei

    beijinho

     
  • At 6:01 nachm., Blogger mfc said…

    Olá...um bom Domingo para ti.

     
  • At 3:35 nachm., Anonymous Anonym said…

    OI
    Adorei as fotos da Irlanda, tenho um sonho de um dia ir lá, mas enquanto não posso ir olho pelas foto.
    Muito obrigada por compartilhar essas imagens maravilhosas.

    Deiziane Silva

     

Kommentar veröffentlichen

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer