Citações, Música, Fotografia, Desabafos, Notícias & Opiniões de uma Lusitana em Terras da Germânia

Samstag, Januar 07, 2006

O Mundo Passava Por Mim Todos Os Dias

Fotografia: Micas - Canal da Mancha Out/2005

"O mundo passava por mim todos os dias
por debaixo só o oceano como estrada não fixa
por isso os poemas que construo
espelham ondulantes por vir
os lamentos a plenitude meteórica dos silêncios
a suspensão do som longínquo dos búzios
Encantados todos os anseios
beijadas todas as mulheres
navego mais do que pinto porque as tintas
se apagam nas camadas
e as mulheres no vento que as treme
em ondas nas camas
O mundo para os outros é uma água de espumas
ocupada
um território ignorado pelas ânforas das viagens


No murmúrio cintilante do sulcar dos navios
ao longe o mundo nasce
e eu nasço todas as noites no convés do meu destino"



"João Martim in VIOLA DELTA XXXVIII"
Comments:

12 Comments:

  • At 8:43 vorm., Blogger FataMorgana said…

    Olá querida Micas!
    Gostei muito do passeio de Ano Novo que dei contigo, no dia 1 :)
    E este poema é também muito bonito!
    Não te disse nada no 31/Dezembro porque tinha acabado de comprar um telemovel novo e não pescava nada daquilo!! :)
    Beijinhos para ti e para os teus.

     
  • At 2:03 vorm., Blogger lazuli said…

    Micas, começaste o ano com um belissimo poema. Não conhecia.
    Já gravei aqui nas minhas caixinhas das coisas boas da vida...

     
  • At 2:19 vorm., Blogger Estrela do mar said…

    ...bonito poema @miga...não o conhecia mas gostei muito de o ler...


    Beijinhos para ti.

     
  • At 6:20 nachm., Blogger Adryka said…

    Micas minha amiga o teu poema está lindo, adorei, e a imagem é fantástica. beijinhos amiga

     
  • At 9:18 nachm., Blogger Manel do Montado said…

    O poema é divinal pelo que começas bem o ano.
    E eu, tal como como no poema (...) nasço todas as noites no convès do meu destino".
    Um beijo

     
  • At 2:27 vorm., Blogger Nic said…

    excelente fotografia!
    :)

     
  • At 3:26 vorm., Anonymous Karol said…

    Lindo poema para começar o ano! E a imagem, belíssima!
    Tenha uma ótima semana =)

     
  • At 1:47 nachm., Blogger Natalie Afonseca said…

    Olá querida Micas!!!
    Que bom ter-te por lá na mInha Teia!!
    POis é, frequências.....obrigada pela força!!
    Que poema bonito!! E que foto :)
    " eu nasço todas as noites no convés do meu destino"

    Muitos beijinhosssss :)
    Fica muito bem!!

     
  • At 8:46 vorm., Anonymous rosangela said…

    Bonito, Micas. Não conhecia. :-)

     
  • At 8:06 nachm., Blogger Paulo Ferreira said…

    Acho curioso que, para um post de ano novo, tenhas escolhido uma fotografia onde, mais que o convés do barco e o mar, o motivo principal seja o passado, o deixar para trás um tempo e um espaço. Adorei o significado do nevoeiro. Gostei muito.

     
  • At 9:01 nachm., Anonymous Espectro #999 said…

    Micas, está tudo nos conformes, não há que ficar preocupada.
    Já te tinha respondido mas faço-o também aqui, para que conste neste espaço.

    Outra coisa que me chamou a atenção foi o dia em que postaste pela última vez, ou seja, o post ao qual estou a escrever este comentário, é que nesse dia envelheci mais um anito.
    Enfim, são as agruras da vida.

    Beijocas e inté.

     
  • At 11:45 nachm., Blogger MONALISA said…

    Gostei muito da música. Beijo. Depois mando-te mail

     

Kommentar veröffentlichen

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer