Citações, Música, Fotografia, Desabafos, Notícias & Opiniões de uma Lusitana em Terras da Germânia

Samstag, Juli 02, 2005

Obrigada Sophia


Sophia de Mello Breyner Andresen
Porto 06 de Novembro de 1919
Lisboa 02 de Julho de 2004

Sophia faz hoje um ano que partiste
Deixaste-nos a tua Alma, a tua Obra, o teu [a]Mar...
Estejas onde estiveres, obrigada pela tua sempre presente companhia.

"Mar sonoro, mar sem fundo, mar sem fim.
A tua beleza aumenta quando estamos sós.
E tão fundo intimamente a tua voz
Segue o mais secreto bailar do meu sonho.
Que momentos há em que eu suponho
Seres um milagre criado só para mim.“

„Quando eu morrer
Voltarei para buscar
Os instantes que não passei ao pé do mar"
"Sophia de Mello Breyner Andresen in Geografia"
Comments:

10 Comments:

  • At 3:58 vorm., Blogger Nic said…

    A Sofia continuara' para sempre viva nas suas palavras.
    bonito
    :)

     
  • At 12:37 nachm., Blogger Karlos Alberto said…

    Referenciar Sophia lembrando-a com as suas próprias palavras, têm um especial toque de genialidade, na medida em que as palavras vão de encontro ao tempo...

     
  • At 8:26 nachm., Blogger FataMorgana said…

    Querida Micas, sempre a homenagear, a lembrar. :)
    Obrigada e mil beijinhos.
    Tenho que te escrever... entre outras razões, porque tenho saudades tuas (essa é realmente a principal).

     
  • At 12:12 vorm., Blogger PP said…

    Quando vieres à capital, envia um mail com o teu contacto e eu depois mando-te o meu.
    Para nos tornarmos visíveis :o)
    Um beijinho e bom fim de semana.

     
  • At 12:31 vorm., Blogger Betty Branco Martins said…

    Olá Micas

    Muito bem, esta homenagem a esta Grande Senhora Poetisa.

    Partiu...

    Hoje tomava o meu pequeno almoço, no horário habitual mas nada foi habitual, desde que parei de comer para melhor ouvir, a noticia
    que estava a dar na rádio
    Sexta feira dia 2 de Julho 2004, era a noticia da tua partida!

    Faz hoje um ano que partiste para a tua morada eterna

    “Ilhas” o ultimo livro que li teu, Sophia...

    "Oiço a voz subir os últimos degraus
    oiço a palavra alada impossível
    que reconheço por não ser minha"...

    Li a tua poesia, que me encantou, por momentos
    fiz uma (viagem) de alguns anos para trás na minha vida,
    e recordo quando pela primeira vez
    alguém me ofereceu um livro teu...

    “Coral” assim (apaixonei-me) por Sophia...

    “As minhas mãos mantêm as estrelas,
    seguro a minha alma, para que não se quebre
    a melodia que vai de flor em flor,
    arranco o mar do mar o ponho-o em mim
    e o bater do meu coração sustenta o ritmo das coisa”.

    São os teus livros minha moradia
    as tuas palavras alento...
    desde a primeira vez que me abriste a tua porta,
    as tuas janelas de par em par e
    convidaste-me a entrar... e ficar.

    (Para ti Sophia)

    Beijocas

     
  • At 11:28 vorm., Blogger TMara said…

    B'dia fizeste muito bem em trazer Sophia ao nosso convívio. Ela, k está impressa na cal, no branco, nos azuis e no mar. Smp connosco. Bj grande

     
  • At 4:17 nachm., Blogger Humbertothewizard said…

    A Sofia figura na esfera luminosa que acolhe os poetas que fizeram história, pelo seu talento e arte, na incontável riqueza literária do nosso pequenino rectângulo. O país tem uma dívida imensa para com esta mulher de pena corajosa e determinante que embelezou e suavizou os nossos sentidos com aquela escrita simples e miraculosamente meticulada que apaixonou as gerações. Ela foi uma autêntica embaixadora das nossas letras, demonstrando a quem olha para nós com o desdém da superioridade, de que em Portugal existem ilustres a quem o Criador os abençoou com o Dom dos Génius. "Retrato de uma princesa desconhecida" - o apogeu. Não levem a mal foi só uma sugestão. Micas uma perfeita homenagem a uma Senhora que é um exemplar exemplo para a condição feminina em Portugal.

     
  • At 11:34 nachm., Blogger BlueShell said…

    faço minhas as tuas palavras...

    Calorosos beijitos
    BShell (ainda em luta com os “Dossiers”)

     
  • At 12:09 vorm., Anonymous bulbucus ibis said…

    Para quem não teve a oportunidade de ver o Live 8 clique em      Manjedoura

     
  • At 12:12 vorm., Anonymous Espectro #999 said…

     • Olá Micas [...] é verdade [...] quem diria que já passou um ano • não li muito, mas o pouco que me passou pela frente gostei. •

     ∇ Beijocas e inté ∇

     

Kommentar veröffentlichen

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer