Citações, Música, Fotografia, Desabafos, Notícias & Opiniões de uma Lusitana em Terras da Germânia

Samstag, Juni 25, 2005

Espelhos



Entre verdes e musgos antigos
(re)vejo-me em espelhos de águas mansas
Encontrando-me-te
A um tempo sem tempo nem hora marcada.
Comments:

14 Comments:

  • At 1:29 vorm., Blogger PP said…

    Boa semana, Micas. Gostei muito do teu texto e da excelente escolha musical :o)
    Um abraço

     
  • At 2:49 vorm., Blogger O Universalista said…

    Boa noite e boa semana, Micas. Gosto da ideia do encontro sem tempo nem hora marcada. :o)
    Abraço.

     
  • At 1:49 nachm., Blogger Betty Branco Martins said…

    Olá Micas

    Voltei! :)

    São perfeitas as tuas palavras... Numa envolvência maravilhosa

    Um beijo

     
  • At 8:58 nachm., Blogger Daniel Aladiah said…

    Querida Micas
    nós não nos reconhecemos no espelho, pois só vemos o nosso interior...
    Um beijo
    Daniel

     
  • At 11:14 vorm., Anonymous paulo povoa said…

    E que lugar bonito para nos vermos ao espelho e nos encontrar-mos.
    Excelente escolha Micas :)

     
  • At 12:09 nachm., Anonymous Espectro #999 said…

    Micas, apesar de estar de férias, hoje por volta da meia-noite, um pouco depois, irei postar novamente outro ascii. É incrível, mas notei que com a ausência derivado de estar de férias e não poder ir à net com a mesma frequência, os visitantes do meu território diminuíram drásticamente, diria mesmo, para mais de metade. Ninguém consegue explicar-me o porquê disso acontecer.

    Beijocas e inté.

     
  • At 6:47 nachm., Anonymous LUIZ ALBERTO MACHADO said…

    Olá, bom demais poder estar por aqui desfrutando dessa belezura toda.
    Adoro visitá-la.
    Beijabrações

     
  • At 12:44 nachm., Anonymous Espectro #999 said…

    Micas ... venho agradecer a tua imediata visita ao meu território para veres com os teus próprios olhos, o Ascii desta semana. E já lá te deixei a resposta.

    Beijocas e inté.

     
  • At 3:56 nachm., Blogger Adryka said…

    Amiga mas que te encontres mesmo, sabes hoje é noite de S.João e reza a estória que os amores que se amam nesta noite ao orvalho, o seu cheiro perdura pela vida toda. Beijinhos

     
  • At 5:50 nachm., Blogger ti said…

    olá amiga desta parece que estou mesmo de volta numa nova casa. bjs

     
  • At 9:43 nachm., Blogger Carlos Barros said…

    gosto de sentir...a folhas as cairem de uma lado para o outro em direcção ao espelho

     
  • At 11:18 vorm., Blogger Inês said…

    Muitíssimo bonito!
    Lindíssimo... A natureza tem destas beldades
    Eu gostei :p
    Beijinhos ****

     
  • At 8:09 nachm., Blogger FataMorgana said…

    A música fez-me ficar um bocado enorme sem ler... só a ouvir. Adoro, é completamente a minha onda :)
    A sério, nunca ouço ópera - música em que os cantores "cospem as goelas" porque - para ouvir - gosto de outras coisas que me parecem estar bem mais próximas, mais "chegadas". Não é estranho?!

    Depois li o teu poema, em silêncio. Gostei muito, Micas!
    Gostei que as águas fossem mansas no encontro intemporal...

     
  • At 11:34 nachm., Blogger rosa, a púrpura guerreira said…

    "terra: se um dia lhe tocares / o corpo adormecido, / põe folhas verdes onde pões silêncio, / sê leve para quem o foi contigo (...)"

     

Kommentar veröffentlichen

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer