Citações, Música, Fotografia, Desabafos, Notícias & Opiniões de uma Lusitana em Terras da Germânia

Dienstag, Mai 24, 2005

Portugueses em destaque I


Paula de Lemos é uma portuguesa nascida a 16 de Maio de 1962 em Lisboa, e radicada na Alemanha desde 1996. Licenciou-se em Línguas e Literaturas Modernas na variante de Estudos Portugueses/Alemães.
Tem já um extenso curriculum na área do ensino onde se destaca a sua actividade de investigadora nos Estudos Comparatísticos nas Literaturas Portuguesa e Alemã, âmbito no qual se encontra a finalizar a sua Tese de Doutoramento (como bolseira na Alemanha).
Para além da sua actividade como docente na Faculdade de Trier e Saarbrücken, é também uma escritora já com algum impacto aqui na Alemanha.
Paula de Lemos publica assiduamente poesia e ficção em Alemão nas “éditions tréves”, entre eles destaca-se um livro publicado em Setembro de 2001, intitulado Sabotage in Blau, e em várias antologias, tendo sido escolhida para figurar no “Livro Anual da Nova Poesia” do Círculo Brentano, organizado pela Princesa Katharina von Sachsen-Weimar-Eisenach.
O seu primeiro livro em alemão “Mélusine oder das Ratsel der Schöpfung (Melusina ou o enigma da criação)“, recebeu o „Primeiro Prémio Literário do Luxemburgo 1998, a este outros prémios se juntaram atribuidos a alguns dos seus trabalhos publicados aqui na Alemanha.
Por incrível que pareça em Portugal, seu país de origem não há editores interessados em publicar os seus livros, embora tenha obtido recentemente o Primeiro Prémio de Novela do „Prémio Revelação Manuel Teixeira Gomes“ 2002 pela novela Adeus Portugal. Um livro com humor sério e inteligente, uma critica bastante dura ao Poder e às Instituições. Um livro a não perder.
Como ela, existem imensos Portugueses espalhados por esse mundo fora nas mais diversas áreas profissionais. Deixaram o seu país à procura de um sitio onde não lhes fosse vedado o seu enriquecimento interior, onde as suas potencialidades pudessem ser exploradas e trazidas à luz do dia, onde o seu valor fosse reconhecido e valorizado pelo seu próprio mérito.
Eu como Portuguesa sinto um grande orgulho e honra de cada vez que vejo um Português receber um prémio pelo reconhecimento do seu trabalho nos países que os acolheram. Por outro lado sinto uma certa raiva por Portugal só se lembrar dessas pessoas quando ganham prémios no estrangeiro, aí já são Portugueses e noticia de primeira página dos jornais. Todos estes portugueses, sabem o que significa a palavra Saudade, todos sabem o que é ter levado com a „porta na cara“ no seu próprio país, mas também sabem o que é ter o prazer de ser reconhecido e de sentir as portas do sucesso abertas de par em par por mérito próprio.
Esta é uma das razões pela qual muitos dos emigrantes optam por ficar no país que os acolheu, mesmo com Portugal sempre no coração é o país que os acolhe e valoriza quem eles acabam por adoptar como casa.
Era bom que as próximas gerações de portugueses não tivessem necessidade de deixar a terra que os viu nascer.
Era bom que o sonho fosse alcançado aí. Aí nesse pedacinho de terra à beira-mar, que nos enche e parte o coração ao mesmo tempo...
Comments:

9 Comments:

  • At 11:23 vorm., Blogger Inês said…

    Já fiquei a conhecer mais sobre alguém...!
    Beijinhos****

     
  • At 3:56 nachm., Blogger Marco António said…

    A coragem e força de um Ser que luta e ganha por mérito. Eis um exemplo de honra e dignidade humana a seguir. Parabéns.
    Um bjo,

     
  • At 7:43 nachm., Blogger imanente said…

    claro que podes linkar. Com o maior prazer. eu já linkei...sabes como posso ler alguma coisa da autora que referes?

     
  • At 5:11 nachm., Anonymous Taliesin said…

    Muito interssante o post de hoje amiga, sabe isso prova q devemos buscar nosso sonhos, nunca desistirmos deles.
    beijos

     
  • At 11:44 nachm., Blogger Å®t_Øf_£övë said…

    Tocaste num ponto bem verdadeiro e controverso.
    Concordo com tudo o que dizes,e devo confessar a minha ignorância,pois não conhecia A Paula de Lemos.
    Bjs.

     
  • At 12:12 vorm., Blogger Betty Branco Martins said…

    Olá Micas

    Muito obrigada por nos dares a conhecer a Paula de Lemos, para que assim também seja lida, por todos nós, mais uma vez obrigada.

    Um beijo

     
  • At 7:08 nachm., Blogger musalia said…

    pis é Micas, Portugal esquece-se dos seus filhos...às vezes.
    fico a conhecer a Paula. seria bom lê-la em português....
    beijos.

     
  • At 8:20 nachm., Blogger FataMorgana said…

    Olá Micas :)
    É claro que estando longe daqui, deves ver tudo quanto diz respeito a Portugal como se fosse através de uma lupa, estás mais atenta e nós por cá anestesiados, se calhar. Em mim as anestesias nunca pegam muito bem, felizmente (só é chato quando vou ao dentista) :))
    Beijos e saudades (vou escrever-te!)

     
  • At 7:21 nachm., Anonymous Espectro #999 said…

      Ω  Outrora quando tinhamos outros governantes, outra mentalidade, [...] não o Povo mas quem tomava as decisões [...] conseguimos atingir um patamar  Ω  que fazia com que outros se roessem de inveja do nosso engenho, da nossa capacidade.  Ω  Os tempos mudam, e com eles mudam também as gentes, os territórios, e quem os governa.  Ω  Ora, precisamente nesse último ponto, Portugal há muito que foi abandonado.  Ω  Portugal, hoje em dia é um País a saque, nada nem ninguém escapa.  Ω  Bom, todos menos alguns [...] para bom entendedor, meia palavra basta.  Ω

      ∇ Beijocas e inté ∇

     

Kommentar veröffentlichen

<< Home


referer referrer referers referrers http_referer